Colabore com mapeamento

Cia. Última Hora

http://ciaultimahora.blogspot.com.br/

O grupo

A Cia. Última Hora nasceu nos corredores do Curso de Artes Cênicas da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) no final do ano letivo de 2013; mais precisamente em fevereiro de 2014. Ultrapassando 2 anos de existência, firma seu compromisso com o diálogo artístico no estado de Mato Grosso do Sul. Sua primeira montagem, para o público da infância e juventude, “A menina sem chapéu e o lobo que não era mau”; consolidou o grupo que após apresentação na universidade saiu do âmbito acadêmico para tornar-se uma companhia independente, com viés profissional na arte. Foi criado um mote maior onde os artistas mergulharam com suas pesquisas pessoais, dialogando com teatro musicado, confeccionado em pequenos detalhes.

Através de formação mista, com professores do curso de Artes Cênicas, alunos formandos ou formados, e artistas da comunidade local, em meados de 2014 o grupo enveredou para o teatro de rua em seu espetáculo “Tristão e Isolda”, que, com caráter múltiplo, se adapta à rua ou à "sala". Esta obra que estreou em julho de 2014, e teve interessante repercussão na região, foi selecionada para o 6º FIT (Festival Internacional de Teatro de Dourados) que aconteceu em setembro. Em março de 2015 apresentou na Mostra Sul-mato-grossense de teatro (Boca de Cena) na capital Campo Grande, em maio na 10ª Mostra de Teatro de Dourados; e depois, através de montagem contemplada com o Prêmio Funarte Artes na Rua*, elaborou a circulação “O amor não é simples flor” percorrendo 10 cidades no Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná em julho de 2015.

Atualmente a companhia segue trabalhos ampliando pesquisa corporal e musical em projetos performativos. Através do Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna** os artistas estrearam a obra “Fragmentos de corpos urbanos - Parte I” em outubro de 2016 nas cidades de Dourados/MS e Pelotas/RS - visitando as similaridades entre ambos os municípios.

E para o início de 2017 a trupe reserva espaço para sua nova montagem para crianças, o musical
“Meu mano humano” que foi contemplado com o Prêmio Rubens Corrêa de Teatro***, pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul; esta peça está em fase de produção.


A diversidade de projetos e desejos se configura porque as pesquisas e interesses dos artistas que compõe o grupo estão na multiplicidade. Fator que nos caracteriza enquanto coletivo: a prática e a experimentação. Na busca de diálogos com muitos artistas e públicos, em Mato Grosso do Sul e no Brasil.

Entre em contato conosco, todas as montagens estão em repertório: ciaultimahora@gmail.com


*Prêmio Funarte Artes na Rua 2014
**Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2014
***Prêmio Rubens Corrêa de Teatro 2016

Cia. Última Hora

outros locais

# Mago Tom comedy show
# ASCURI Associação Cultural de Realizadores Indígenas
# CRAS Indígena Centro de referência de assistência social

Galeria


Vídeo


Comentários